domingo, 22 de agosto de 2010

Secretária eletrônica


Desculpe, mas hoje não estou em casa. Aliás, não estou e não sou. Hoje não quero pensar em nada.

Não quero pensar nos olhos da um-dia-amada, que refulgiam e acendiam todo o mundo. Nem quero saber dos olhos verde-pálido da hoje-amada, desses que inspiraram o Lou Reed. Não quero saber de sangrar, não quero pensar em desculpas pra dizer às pessoas que não amo.

Não quero pensar em Deus, ateísmo, mediunidade, niilismo. Não quero esperar o céu, não quero temer o inferno, muito menos caçar fantasmas. Não quero pensar em Nietzsche, Fitche, Habermas. Filosofar em alemão nem a pau. Não quero ouvir Jeff Buckley cantar Hallelujah, Leonard Cohen sussurar "Waiting for the Miracle", nada dessas coisas.

Hoje não quero pensar em trabalhar. Não erigirei castelos, pontes, masmorras. Não quero pensar em futuro, presente, lembrar do passado, bolas! Não farei projetos, não traçarei metas, não elucubrarei sobre o que já foi. Não quero pensar em comida, companhia, amizade. Notícias do mundo, passem ao largo, por favor.

Hoje vou ficar deitado, não sairei de casa. Quero que meus músculos doam de não fazer nada. Vou deixar a TV ligada, mas nem penso em assistir nada. Vou ficar de olhos fechados, olhando pra dentro.

Hoje não quero nem pensar nos porquês. Não quero nem pensar nas consequências. Ter idéias pra quê? Me deixe, que hoje eu só quero não ser por alguns minutos. Mas amanhã estou de volta, deixe seu recado após o bip...

12 comentários:

Anônimo disse...

Que pelo menos ouça as outras do Jeff Buckley então, o cara é demais.

Marcelo Faccenda disse...

Eheheheheh... Nos dias normais eu ouço sempre... :o)

Ju Borges disse...

Porque você sabe de tudo?:D

PS:nilismo;palavra nova!

Marcelo Faccenda disse...

Como assim sei de tudo? Não tá escrito no texto... Ninguém sabe de tudo, né? Ehehehe Beijo!

Camila disse...

Aqui é a Camila. Quando você largar de ser fresco e voltar a querer fazer as coisas de gente normal, me dá um toque que a gente vai tomar uma cerva e falar besteira!

Beijos daqui..

Marcelo Faccenda disse...

ô, ridícula!!! hoje foi uma exceção, uma espécie de preguiça moral... Pra beber tou sempre de pé... eheheheheh! bjo!

IRENE disse...

Mas isso é tão normal!!!!....

Marcelo Faccenda disse...

Ahahahahahahah!! É mesmo, Irene, mas tava meio sem assunto...

Lua disse...

Como você consegue olhar pra dentro e não estar em casa? Não pensar em nada? Nem nos porquês? Se vc consegue fazer isso, então concordo com a Ju Borges: vc sabe de tudo. Me ensina?
P.S.: Ligação internacional.

Marcelo Faccenda disse...

Eu não disse que conseguia, eu disse que quero.. É uma distância muito grande, maior do que Brasil-Suíça.. Beijo!!!

Camila disse...

Tudo estaria resolvido se pudéssemos nos clonar infinitamente a hora que quiséssemos...rs


beijos daqui...

Marcelo Faccenda disse...

Ah tá... Só isso que vc queria? Eheheheheheheh!!! Beijo!