quinta-feira, 6 de maio de 2010

Oração

Eu agradeço a Deus pelos amigos que não leem Kierkegaard ou Rilke, porque nunca me faltaram nas horas de boa companhia e conversa. E eu preciso muito disso.

Eu agradeço a Deus pelas risadas diante das dificuldades, porque saber rir quando tudo está bem é tarefa pra qualquer um, mas é preciso um guerreiro pra gargalhar quando se está na merda. E eu acho meu sorriso lindo.

Eu agradeço a Deus pelo meu trabalho, porque o suor que eu derramo diariamente me dá a certeza de que posso ser bom em quase tudo o que faço, basta apenas a certeza de que sempre se pode melhorar. E eu sempre trabalhei pra ser o melhor.

Eu agradeço a Deus pelas porradas da vida, porque embora desperdicem meu precioso sangue e me levem ao chão em várias oportunidades, nunca são mais do que eu posso aguentar e me calejam pros próximos
golpes. E eu ainda tenho muito sangue a verter.

Eu agradeço a Deus. Pelos amigos, pelas risadas, pelo suor e pelo sangue. Todo dia. Quase.

8 comentários:

juliana disse...

obrigada também chefe!!
pela paciência com as estagiárias!!

beijos!

Marcelo Faccenda disse...

Vcs não precisam de paciência. Ainda bem pq o chefe não tem muita pra dar... kkkkkkk!!! Beijo!

Má com acento mesmo disse...

E eu agradeço pelos emelhos, pelo Sensodine que faz meu sorriso brilhante, pelo desodorante que ajuda com o suor e pelo vinho, que é quase sangue.

Marcelo Faccenda disse...

Todos nós agradecemos pelo seu desosdorante... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!! Beijo e mooooooooita saudade!!! :o)

Rafael Ribeiro disse...

Agradece até mesmo pelo Cremo?? Vc é estranho...rs

Marcelo Faccenda disse...

Opa! Visita ilustre!!! Pra vc ver, eu agradeço a Deus pelo Cremo, por vc, pelo câncer, pelo chato no saco...

Mari disse...

Ainda continua rezando?? =)

Marcelo Faccenda disse...

Ahahahahahahah!!! Sempre, né? Sou brasileiro e não desisto nunca...