sexta-feira, 15 de maio de 2009

E a vida o que é, diga lá meu irmão!

Há tantas músicas e poemas cantando a vida e o amor... Estarão todos certos?

8 comentários:

Bel Lucyk disse...

Bezerrinho do meu coração...
não gosto quando vc fica assim, tão pessimista. hunf.
Sei que vai passar, mas não deixa tomar conta não, viu? Beijos

Marcelo Faccenda disse...

Pessimista? Essa fase bovina é só quando não há nada pra fazer, e a gente precisa pastar um pouquinho enquanto as coisas se ajeitam por si mesmas...
:o)

Beijo!

Heliovna disse...

Os que cantam a vida estão certos, os que cantam o amor estão errados... :o)

Marcelo Faccenda disse...

De onde vc tirou isso, cara-pálida?
:o)

Má com acento mesmo disse...

marido lindo, estão todos certos e todos errados, ninguém melhor do que nós para saber disso. Mas fique feliz porque hoje nossa canção é boa: comprei uma coisa linda para te colocar um sorriso na boca e uma alegria no coração,d diretamente de Taipei. Negócio da China!

Marcelo Faccenda disse...

Um presente? Oba! Adoro presente... Deixa eu ver... Pra me botar um sorriso no rosto... O que é? Uma boneca inflável com a cara da Gong Li? Senão não quero!!! Kkkkkkkkkkk!!! Sauadonas! Beijo!

Irene disse...

Já ouviu uma música do grupo calcinha preta cuja letra começa com "vc não vale nada, mas eu gosto de vc, (repete), tudo o que eu queria era saber por quê. (...) eu vou fazer vc sofrer, só prá deixar de ser ruim..."

E se eles estão certos, quem somos nós para desacreditar, não é?
"Se para cada panela amassada tem uma tampa..."
E me pergunto "Só não sei por que eu e você não pode não..." canta Arnaldo Antunes.
Viajei, né, tô assim hoje. Com saudade, e ao mesmo tempo morrendo de ódio de vc. Beijos.
Tudo é relativo e possível quando se trata da psique humana relacionada ao amor.

Marcelo Faccenda disse...

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém... Já dizia o Drummond, né? Você tá com ódio e com saudades de mim? Mas foi você quem foi embora... Beijos!