segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

O sol nascerá

"A sorrir eu pretendo levar a vida"
Aviso aos meus amigos: eu não estou pensando em morrer. Pelo menos não estou pensando em me matar. Por isso eu agradeço as redes de proteção na minha varanda, o sumiço das minhas facas e outros objetos cortantes, as broncas e as mensagens de apoio pelo celular, mas não é necessário. Tirando as mensagens, que realmente estão ajudando.
"Pois chorando eu vi a mocidade perdida"
Aliás, posso até dizer que estou é pensando em viver. Em ser feliz. De verdade, dessa vez. Portanto não se deixem enganar pelo olhar perdido. Não é falta de vontade de viver, é só o olhar de um cara que descobriu que errou muito e fez muita gente sofrer. Não perdi a vontade de lutar, mas estou mais cuidadoso pra escolher as minhas batalhas. Prefiro agora exaltar meus amigos do que colecionar inimigos.
"Finda a tempestade, o sol nascerá"
Ainda não achei o equilíbrio, tenho consciência disso. A armadura caiu, e a pele por baixo ainda é sensível. Por isso as noites de choro, as crises de pânico, o exagero na bebida. Mas cada dia vai ser melhor que o outro, eu acredito nisso. E depois que tudo passar, vou ficar feliz porque fiz o meu melhor. E porque acordar me fez bem. E ainda, de bônus, vou sempre saber que estou rodeado de pessoas maravilhosas, tendo agora a oportunidade de retribuir tudo o que eles fazem por mim.
"Finda essa saudade, hei de ter outro alguém para amar"

8 comentários:

Bel Lucyk disse...

Marcelito... todos nós só queremos que vc fique bem. As broncas de vez em quando são necessárias. Os amigos servem para abrir nossos olhos de vez em quando. Mas prometo parar de pegar no seu pé. Vou me manter nas mensagens de apoio! kkkkkk Saiba que to aqui no Ceará realmente torcendo pra vc se encontrar. Beijos

Indiara Oliveira disse...

Bom saber que você não pensa em se matar. Ufa!!! Significa que teremos muitos porres e boas gargalhadas garantidas!
Beijos

Marcelo Faccenda disse...

Kkkkkkkkkkkkk!! é isso aí, Indi! Eu não sou maníaco depressivo não, viu? :o)

Má com acento mesmo disse...

Meu filho, se prepare porque sua dívida comigo é muito grande. Só o El Toro é mais do que poderia abrir mão e no entanto está contigo.

Marcelo Faccenda disse...

Deixe El Toro fora disso, mulher má.. Ele está muito melhor comigo... kkkkkkkkkkkkkkk!!! Beijo!

J. Caribé disse...

Eu também acho que o que realmente vale a pena é a gente se sentir feliz por saber que fizemos nosso melhor.
Beijo.

Madame Mim disse...

Hello...
Essa parte aqui:
"Por isso as noites de choro, as crises de pânico, o exagero na bebida".
Há cerca de uns 7 anos passei um período assim.E me fez ficar mais forte, melhor. E vi que o que importa é o que vc diz no fim do texto: saber que podemos contar com pessoas maravilhosas do lado.
Foi nesse período que encontrei e redescobri amigos maravilhosos.
Bola pra frente, moço.

E que a Força esteja com vc.:)

bjos

(ps_ achei seu blog or um blog que adoro, o "mundo ao meu redor")

Marcelo Faccenda disse...

Valeu, Mim... Esse processo de eterno descobrimento e aprendizado é que torna a vida menos tediosa... Beijo!