terça-feira, 23 de setembro de 2008

Já percebeu...



...que 99% dos comentários racistas, homófobos, classistas, sexistas ou bairristas começam com a expressão "Olha, eu não tenho preconceito, mas..."?


* * *
...que toda vez que você diz que está sofrendo, alguém retruca que você não devia reclamar porque tem carro, casa, e ganha dez mil reais por mês, como se isso fosse a solução de todos os problemas?

* * *
...que o Alexandre Garcia está ficando gagá? Os editoriais dele agora sempre têm pérolas bem pessoais do tipo: "e os jovens não respeitam quem mora no quarto andar" (!) ou "as pessoas deviam fazer como eu, que mandei instalar no meu carro e uso cinto desde 1967" (!!)

* * *
E alguém aí sabe onde eu consigo castanha de baru?

7 comentários:

Camilinha disse...

esse troço é de comer? nunca vi na vida!

beijos daqui...

Marcelo Faccenda disse...

é uma castanha típica do cerrado, eles torram e ela fica com gosto de amendoim...

Bel Lucyk disse...

Marcelo, se é igual amendoim, come amendoim até achar a sua castanha! Vai enganando a vontade! =)

Marcelo Faccenda disse...

Kkkkkkkk!! Igual igual não é, é? E não é pra comer pura, eu quero fazer um salmão ao pesto de baru que eu comi em Pirenóppolis...

Irene disse...

Pensando aqui com meus botões, vc daria realmente um bom diplomata: com todas as qualidades que já conheço, é também um ser politicamente correto, tolerante em relação as diferenças individuais das pessoas, e que já percebi procura ser o menos hipócrita possível.
(!!!) E que aprecia também as peculiaridades do nosso cerrado....(gauchinho porreta!)
(!!) Acho que essa castanha só tem lá naquelas bandas de Pirenópolis mesmo - ainda não vi aqui em Brasilia, mas tente procurar, ou o menos trabalhoso, encomendar
(!) Para o prato, eu teria uma boa sugestão de vinho, querendo...
Um beijo e saudades.

Marcelo Faccenda disse...

Pra harmonizar com o salmão eu apostaria num chardonnay honesto, Irene... mas podia ousar num merlot rosé ou até num tempranillo,já que o salmão é um coringa nesse sentido. O que vc sugere?
A castanha eu achei no Naturetto, vou fazer a festa no pesto...
:o)

Patricia disse...

Hahahahahahahahahaha!
Morri com o negócio do Alexandre Garcia!
Daqui a pouco ele vai aparecer no DF TV dizendo que "quando ele sentava pra beber com Juscelino, os jovens dirigiam a 40 Km/h."