terça-feira, 1 de julho de 2008

Paradoxal



Sempre há algo que possa ser dito. Sobre tudo. Mesmo que não seja necessário. Sempre se pode falar sobre o que já está na nossa cara e não precisa ser descrito. Sempre se pode falar sobre o tempo, sobre o trabalho, sobre a vida. A nossa e a dos outros.

Sempre se pode teorizar sobre alguma coisa. Principalmente quando é difícil somente sentir. É muito mais fácil explicar. Explicar o porquê do nosso sofrimento, o porquê da vida ter tomado rumos que não prevíamos. Sempre se pode montar teorias complexas para explicar o motivo da prática nem sempre corroborá-las.

Sempre se pode racionalizar sobre o mundo. Sobre o que está errado, por exemplo. Sempre se pode achar os culpados pelas crianças com fome, pelo 11 de setembro, pelo aquecimento global, pela separação do Brad e da Jennifer. Sempre se pode elogiar os vencedores, mais ainda se estiverem do nosso lado.

Sempre há algo que possa ser dito. E sempre, sempre há algo que possa ser feito. Mas falar é fácil...

7 comentários:

lu guedes disse...

...difícil é aguentar o silêncio como resposta.

:*

Patricia disse...

...difícil é substituir com precisão o sentimento.
Nem o Aurélio consegue.

Bel Lucyk disse...

Moço,
feliz casa nova!
Vc pensa em publicar novamente algum texto de sua antiga casa?Gosto muito de alguns. Bjs

Irene disse...

}


O silêncio tb pode ser a melhor resposta no momento, sobretudo para nós mesmos. Com o tempo fica tudo mais claro, menos paradoxal...Mas boa colocação, Lu guedes!
Chuchu, assina essa?

Marcelo Faccenda disse...

Bel, tenho todos os posts do blogue antigo guardados, consegui salvar alguns depois que fiz a bobagem... Talvez eu reposte uns aqui quando ficar muito sem assunto... Falando em blogue, o seu está bombando, né? Adoro as coisas que vc escreve.. Beijos

.Intense. disse...

...na teoria, no papel, no contrato...é tudo muito lindo...

Camilinha disse...

Ás vezes, pode-se apenas ficar calado. porque das palavras, já bastam os significados.


beijos daqui...